quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Rabisco IV

Que o vento me dílua,
que me sopre pelo ar;
desfeita em grãos de areia,
viveria para sempre nesta praia,
respirando ao ritmo desigual
deste mar.

16 comentários:

efe disse...

e quantos desses seres de areia viverão nessa praia?
;)

Mena G disse...

Efe, seria preciso contar todos os grãos; entregar a contagem a um "químico" qualquer; esperar que ele calculasse a percentagem exacta de nº de grãos para cada ser; e mesmo assim, sou capaz de jurar que a conta dava errada...
;)

J. disse...

lindo o desenho...
...e as palavras!

é uma grande praia, com certeza...

Mateso disse...

O vento tra, varre e leva. O vento é grão de alama na brisa do ser. O vento é a força que impele a vida de nós e em nós.
Lindo, o movimento das palavras.
Beijinho.

sotavento disse...

et puoro se muove :)

Francisco L disse...

muita bem arrabiscado
bjs

Vieira Calado disse...

Poetando?
E bem!
Gostei.
Beijinhos

t disse...

o mar
no rasto da areia
numa noite de luar

Mena G disse...

Obrigada, T.
Pela vontade, pela amizade, pela coragem de escrever "mal"muitobem!

Nilson Barcelli disse...

Belíssima combinação de palavras e desenho.
Não sei qual delas está melhor, mas ambas são excelentes. És uma artista das palavras e dos "arrabiscos".

Bom resto de semana, beijinhos.

efe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
efe disse...

gostaria de encomendar um arrabisco s.f.f.
qualquer coisa para ilustrar isto:

do cachimbo sai
um calor que invade
expelindo-me a alma
em volutas de fumo
que se libertam
equilibrando nelas
a vida

e nesse receptáculo
o prazer da inspiração
melancólica e alegre
da livre escolha
entre luminosidade
e clandestina presença
cresce de/em mim

mcorreia disse...

belíssimo!

Judite Pitta disse...

Uma artista muito completa, do desenho à poesia! É bom saber que tenho conterrâneos tão prendados. Gostei, e vou continuar a espreitar por aqui. (também gosto, e muito, do vento Norte. E obrigado pela visita, apareça que é sempre bem vinda, aliás como todos que queiram espreitar o meu cantinho

vanus disse...

Gostei muito de alguns desenhos, tem uma expressão de efémero que dá vontade de os olhar mais tempo, não vá desaparecerem mesmo :)

Só- Poesias e outros itens disse...

Beleza de desenhos.
Uahuuuu!!!
Adorei vir conhecer seu blog.

bjs.

Ju gioli