quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Elas


 A exacta medida delas.

quinta-feira, 27 de março de 2014

domingo, 22 de dezembro de 2013

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Relendo Herberto Helder




"O actor


O actor acende a boca. Depois os cabelos.
Finge as suas caras nas poças interiores.
O actor pôe e tira a cabeça
de búfalo.
De veado.
De rinoceronte.
Põe flores nos cornos.
Ninguém ama tão desalmadamente
como o actor.
O actor acende os pés e as mãos.
Fala devagar.
Parece que se difunde aos bocados.
Bocado estrela.
Bocado janela para fora.
Outro bocado gruta para dentro.
O actor toma as coisas para deitar fogo
ao pequeno talento humano.
O actor estala como sal queimado.

......................................"


 Herberto Herder

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Depois do Zoo de Lagos

 Fixei-me no Marabu...


E treinei metamorfoses...
.

domingo, 1 de julho de 2012

Exposição

Há sempre uma primeira vez...